Rio inaugura Centro de Trauma do Idoso

0
1197

Agência Brasil

Rio inaugura Centro de Trauma | Portal Amigo do IdosoIdosos com mais de 60 anos e com fratura nos ossos terão atendimento especializado. Foi inaugurado hoje (22) o Centro Estadual de Trauma do Idoso (CETI), no Hospital São Francisco da Penitência, na zona norte da cidade, irá atender 150 idosos com fratura por mês. O centro é o primeiro com este tipo de serviço no país, segundo a Secretaria de Saúde do Rio.

Com o centro, os pacientes com fraturas serão submetidos a cirurgia em até 48 horas. Atualmente, a espera pela operação é aproximadamente de 15 dias. Pesquisas científicas internacionais mostram quando o idoso vítima de trauma passa pela cirurgia no prazo de até 48 horas, as chances de recuperação aumentam.

Para acomodar pacientes transferidos de outros hospitais, os centros cirúrgicos foram reformados, com a criação de leitos de enfermaria e cinco leitos no Centro de Terapia Intensiva (CTI). Foram contratados 17 ortopedistas e sete anestesistas, além da compra de quatro ambulâncias para transporte dos pacientes.

Segundo o governador do Rio, Sérgio Cabral, o novo serviço vai agilizar o atendimento e desafogar outros hospitais. “Nós temos hoje aqui o Centro de Trauma do Idoso para as pessoas que precisam de acompanhamento e venham de maneira confortável com ambulâncias novas, de maneira digna para ter seu período de recuperação aqui, desafogando seus hospitais de origem para que recebam novos pacientes”, disse.

CETI Alta Hospitalar de Idosos | Portal Amigo do IdosoO secretário estadual de Saúde, Sérgio Côrtes, disse que o serviço irá funcionar até novembro em hospitais estaduais e, a partir de dezembro, passará a operar também em hospitais municipais, a começar pela Baixada Fluminense. “Pretendemos a partir de fevereiro de 2013, que isso seja ampliado para os hospitais da capital. O que nós queremos é trabalhar com a recuperação desse idoso o mais rápido possível. Queremos garantir que após o quarto dia, se houver necessidade de internação, ele seja transferido para um hospital de referência para a reabilitação. Com isso, a gente libera o leito aqui para que possa internar outro paciente”, disse.

Após operação no Centro de Trauma do Idoso, o paciente terá alta médica ou continuará o processo de recuperação em outra unidade. De acordo com o órgão, há um estudo sobre a possibilidade de oferecer home care (atendimento médico domiciliar). Os pacientes que não puderem receber alta após a cirurgia serão transferidos para continuidade do tratamento no Hospital Estadual Eduardo Rabello, referência no estado também no tratamento de idosos.

Fonte: http://www.jb.com.br/rio/noticias/2012/10/22/rio-inaugura-centro-de-trauma-do-idoso/