Saiba como fazer a higienização das mãos e de objetos de uso pessoal e coletivo

0
424

Higiene-Portal-Amigo-do-IdosoHábitos de higiene no dia a dia e no trabalho são essenciais para evitar contaminações. Bactérias, fungos e outros agentes que causam diversos males à saúde estão escondidos nas pontas dos dedos, embaixo das unhas, em objetos de uso coletivo e até naqueles pessoais que pensamos estar protegidos de qualquer sujeira. Para evitar o contágio, o bom e velho hábito de lavar as mãos com água e sabão continua o mais eficaz. Outras medidas de higiene também devem ser tomadas, como a limpeza frequente dos objetos utilizados.

Segundo o dermatologista e sanitarista Victor Berbara, do Departamento de Saúde Hospitalar do Núcleo Estadual do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro (NERJ), as mãos carregam diversos tipos de microorganismos. “Na pele das mãos e nas unhas normalmente existem vários tipos de bactérias, fungos e vírus que não provocam nenhum dano à saúde, mas também existem os que podem causar”, explica.

A contaminação mais comum acontece por meio das bactérias. “Bactérias como staphylococcus e streptococcuspodem levar a doenças tanto de pele quanto intestinais, além de afetar outras áreas do corpo, e podem ser transmitidas pelo contato da mão suja. As bactérias relacionadas ao aparelho intestinal são altamente patogênicas e podem provocar a contaminação pelo consumo e manipulação dos alimentos, por exemplo. Por isso é importante a higienização das mãos sempre que usar o banheiro, manejar produtos de origem química ou biológica ou objetos do nosso trabalho e do dia a dia, e antes de situações de convivência social e das refeições”, alerta o especialista.

lavar_maos_g_4711014484981O uso de álcool em gel se popularizou e seu uso é bastante eficaz para a higienização, mas o uso de água e sabão continua sendo o mais acessível e importante. “Lavar as mãos com água e sabão é essencial e está sempre ao nosso alcance. O álcool em gel é importante, por exemplo, na proteção contra agentes virais”, esclarece Victor. A forma de lavar as mãos é determinante para sua higiene. “A lavagem deve ser completa, em toda a superfície da palma e da parte superior das mãos, em movimentos giratórios e das pontas dos dedos em direção aos punhos”, orienta.

As unhas também não devem ser esquecidas da limpeza diária, pois podem esconder sujeiras imperceptíveis, como células mortas, poeira, e microorganismos, que além da contaminação podem tornar o hábito de algumas pessoas em roer unhas um tanto indigesta e perigosa. “Elas devem estar sempre bem aparadas, pois debaixo das unhas se acumula principalmente muito material orgânico, além de bactérias e fungos, então essa lavagem das mãos deve incluí-las também. As mulheres que usam unhas compridas devem lavar a parte de baixo das unhas, de preferência com uma escovinha”, recomenda o dermatologista e sanitarista.

Os aparelhos utilizados no dia a dia também precisam de uma limpeza frequente. Segundo Victor, o álcool é bastante eficiente, eles podem ser limpos algumas vezes ao longo do expediente, dependendo do seu uso ou no final dia, como é o caso do celular. “Existem estudos que mostram que o aparelho celular é um dos objetos que mais acumulam bactérias que podem ser patogênicas ao intestino. Qualquer superfície deve ser higienizada constantemente. E quem manusear esses equipamentos deve lavar bem as mãos antes e após o uso e, se possível, usar também o álcool em gel”, recomenda.

Fonte:http://www.blog.saude.gov.br/saiba-como-fazer-a-higienizacao-das-maos-e-de-objetos-de-uso-pessoal-e-coletivo/