Dicas para idoso guiar à noite

0
707

Atividades rotineiras podem se tornar mais complexas ou impossíveis de serem realizadas na terceira idade, se o idoso apresentar algum problema de visão.

01) Não deixe de fazer sua consulta oftalmológica anual, ou até mais frequentemente se você tem uma doença ocular crônica ou apresenta queixas visuais. “É importante que o motorista informe ao oftalmologista qualquer problema ou alteração de visão que ele experimente na estrada, à noite, para que o profissional possa fazer a avaliação do campo visual ou testes de sensibilidade ao contraste” , recomenda o oftalmologista Virgílio Centurion, diretor do IMO.

02) Se o motorista idoso é um candidato à uma cirurgia de catarata, pode conversar com seu oftalmologista sobre a substituição de suas lentes naturais (cristalino) por lentes intraoculares asféricas. Essas lentes artificiais são projetadas para oferecer melhor contraste e sensibilidade, além de uma visão mais nítida do que seria possível com a implantação de lentes esféricas intraoculares tradicionais.

03) Se o motorista tem diabetes, além da consulta oftalmológica anual, é preciso seguir corretamente as recomendações sobre dieta, aferição dos níveis de açúcar no sangue, controle de insulina e autocuidados para reduzir os riscos de retinopatia diabética, doença que pode progredir para perda de visão severa, sem aviso prévio.

04) O motorista deve procurar atendimento oftalmológico imediato quando detectar sintomas de doenças que ameacem a sua visão. Muitos dos sintomas de problemas oculares mais graves aparecem quando a doença já está num estágio bem adiantado, por isso uma ação preventiva neste sentido é extremamente importante.

05) Motoristas mais idosos podem apresentar problemas para perceber e reagir rapidamente a acontecimentos inesperados. Durante a consulta oftalmológica o motorista idoso pode ser orientado sobre a escolha de óculos especiais, que podem ajudá-lo a enxergar melhor na estrada, à noite. Óculos com revestimentos antirreflexo podem reduzir o brilho. Lentes desenvolvidas com alta tecnologia podem reduzir halos, ‘ explosões de estrelas’ e outras aberrações visuais.

06) O motorista idoso deve ser especialmente mais cauteloso ao se aproximar de cruzamentos, onde 40% das colisões fatais envolvem motoristas idosos. Os dados são de um estudo de 2007 do Insurance Institute for Highway Safety. A razão mais comum para este tipo de acidente é uma propensão de falha para realizar o cruzamento, especialmente ao fazer uma curva à esquerda.

Para dirigir à noite

· É possível minimizar os riscos de dirigir à noite, à medida em que envelhecemos, planejando as viagens, antes de sair de casa;

· Dirija apenas nas ruas que você já conhece, evite estradas escuras e sem iluminação. Limite suas viagens para lugares que você pode chegar facilmente e que estão próximos de sua casa. Evite estradas muito movimentadas e que apresentem muitos obstáculos, como rampas e cruzamentos;

· Planeje um atraso natural na duração da viagem se as condições são ruins. Não dirija se você está estressado ou cansado. Mantenha-se focado na condução apenas, evitando distrações;

· Dirija sempre defensivamente. Respeite o espaço entre você e o carro da frente e mantenha ainda mais distância em casos de mau tempo ou quando estiver dirigindo depressa;

· Mantenha as janelas do seu veículo limpas. Dirija um carro com recursos que tornem a condução mais segura, como direção hidráulica, freios e pneus em bom estado, transmissão automática e grandes espelhos retrovisores;

· Mantenha seu carro em bom estado de conservação: para-brisas limpos, faróis alinhados.

· Respeite rigorosamente o tempo determinado para a renovação de sua careteira de motorista. (www.imo.com.br)

[envira-gallery id=”10281″]

Fonte: http://www.jornaldeararaquara.com.br/index.pas?codmat=57309&pub=2&edicao=