Estudo diz que idosos têm dificuldade em planejar e compram por impulso

0
237

Vinte por cento dos endividados no Brasil têm mais de 50 anos. Estudo diz que idosos têm dificuldade em planejar e compram por impulso.Tribunal de Justiça de Pernambuco oferece tratamento aos endividados.

Geni Rocha, de 75 anos, foi procurar ajuda quando as dívidas já consumiam quase toda sua aposentadoria. Ela encontrou atenção e informação no Programa de Tratamento de Consumidores Superendividados do Tribunal de Justiça de Pernambuco, que dedica dois dias por semana aos idosos que gastaram muito além da conta.

A conciliadora reúne em torno da mesa o endividado e os representantes das instituições financeiras. Gente que quer limpar o nome para recuperar o crédito e gente que tinha poucas esperanças em receber o dinheiro da dívida. Os dois lados chegam dispostos a resolver o problema e isso faz toda a diferença. O acordo é fechado em 80% dos casos.

Idoso-Comprando-Portal-Amigo-do-Idoso

O aposentado Durval Ferreira Filho também está mais tranquilo. A dívida de R$ 29 mil de um empréstimo bancário foi reduzida para menos de R$ 12 mil. Ele vai pagar em 21 parcelas. “Eu sei que vou pagar e esse dinheiro vai entrar no meu salário”.

Maria dos Remédios Antunes é especialista em neurociência do consumo e estuda o comportamento de quem compra compulsivamente. Ela já analisou a reação cerebral de 55 idosos diante de um jogo que estimula o consumo. A pesquisadora dá um crédito virtual e por imagens analisa a reação do cérebro do paciente diante das compras.

Os resultados do teste piloto mostram que eles têm mais problemas na hora de tomar uma decisão. A chamada memória de trabalho, responsável pelo processamento das informações e o planejamento, é comprometida com o passar do tempo. “O que a gente verifica é que o que está sendo comprometida são as funções executivas. Tudo que é relacionado a planejamento, a tomada de decisão. Ou seja, se ele não tem acesso rápido a essas informações que ele possa ponderar entre uma escolha vantajosa e uma escolha desvantajosa, ele vai acabar tomando uma decisão mais precipitada, mas impulsiva, baseado mais nas emoções dele”.

Fonte: http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2012/11/tribunal-de-justica-de-pernambuco-oferece-tratamento-aos-endividados.html