Médico pede mais cuidado com hidratação de idosos com o extremo calor no Rio

0
940

Os cuidados com a hidratação dos idosos devem ser redobrados nesses dias de sol forte e altas temperaturas no Rio de Janeiro. O alerta foi feito pelo diretor da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), Salo Bucksmann. Segundo ele, os casos de desidratação aumentam mais de 50% nesta época do ano e é preciso ficar atento aos principais sintomas, que são tonteira, dor de cabeça, boca seca e diarreia.

“O calor provoca desidratação com mais facilidade em pessoas idosas do que em pessoas mais novas, trazendo consequências danosas para os rins e piorando em muito a função renal, Na parte cardiovascular, [o calor provoca] queda de pressão e tonteira”, disse o médico.

Ele enfatizou que a ingestão de água é fundamental, principalmente nos dias de intenso calor. “A quantidade sugerida é entre 1,5 litro e 2 litros de água, podendo ser necessária uma dose extra, caso a pessoa esteja fazendo alguma atividade física que aumente a [sudorese]. Outra medida importante é o uso de roupas claras e leves e do protetor solar, que deve ser passado na pele sempre que a pessoa sair, independentemente de ser verão ou não”.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) o forte calor vai continuar na cidade até sexta-feira (22). A temperatura máxima de hoje deve chegar aos 38 graus Celsius (C), mas a sensação térmica pode ser de mais de 40°C. A previsão de chuva é somente para o sábado(23).

 Fonte: Jornal do Brasil

Se você gostou dessa publicação, por favor curte, compartilhe, divulgue…ajude-nos a construir este projeto.