Peça teatral aborda problemas relacionados à velhice

0
1731

Um fato real ocorrido em 2011, em Portugal, serviu de inspiração para um grupo teatral carioca discutir, em seu novo espetáculo, uma questão cada vez mais em evidência no mundo de hoje diante da longevidade proporcionada pelos avanços da medicina: que tipo de vida queremos para a nossa inevitável velhice? A peça Morada dos Ossos – criação e direção coletivas da Companhia EnsinoemCena a partir de um texto original do dramaturgo Francis Ivanovich – estreia neste sábado (6), às 18h30, no Centro Cultural Solar de Botafogo, na zona sul do Rio.

Ao entrar no apartamento que tinha arrematado em um leilão, o novo proprietário encontra lá os esqueletos de uma idosa e do cachorro dela. Eram os antigos moradores do imóvel, que não eram vistos desde 2002. Lida por integrantes do grupo teatral, na época em viagem à Portugal, a notícia bizarra deu origem à trama, que conta a história de uma idosa, que vive sozinha no último andar de um prédio vazio, tendo como única companhia seu igualmente velho cão, de 15 anos de idade. Ambos têm dificuldade de ir à rua por causa das escadas.

“A idosa aguarda a visita do filho, que ela acredita que virá por ocasião do Natal”, conta Paulo de Oliveira Vieira, que encabeça o elenco formado por mais seis atores da EnsinoemCena. “A partir desta história, a peça propõe uma reflexão sobre o tema do envelhecimento e suas consequências, como a imobilidade e o isolamento que podem comprometer a sobrevivência”, explica o ator.

A peça comemora os dez anos da companhia teatral, criada em 2003 com a proposta de desenvolver um trabalho teatral ligado à educação. Além dos espetáculos que encena em teatros e centros culturais, o grupo leva a escolas públicas e privadas de todo o estado do Rio peças que buscam aprofundar a discussão de temas do cotidiano dos alunos. “Sempre procuramos encenar algo que possa servir de reflexão”, diz Paulo de Oliveira Vieira.

Com mais de 500 apresentações, a peça Bullying, Tô Fora é o grande sucesso da EnsinoemCena em sua trajetória pelas escolas ao longo desses dez anos. Em teatros do Rio, a companhia encenou em 2008 o espetáculo Adoro Mozart, que tinha como tema a incomunicabilidade do ser humano. A peça deu origem a uma outra sobre o mesmo tema: A história do homem que ouve Mozart e da mulher que escuta o homem, apresentada em 2011 nos festivais de teatro de Curitiba e Porto Alegre.

Morada dos Ossos fica em cartaz até 26 de maio, com apresentações aos sábados, às 18h30, e aos domingos, às 18h. Os ingressos custam R$ 50 a inteira e R$ 25 a meia-entrada para estudantes, professores e pessoas acima dos 65 anos. O Centro Cultural Solar de Botafogo fica na Rua General Polidoro, número 180.

Maiores informações podem ser obtidas no site www.solardebotafogo.com.br.

Fonte: Agência Brasil

Se você gostou dessa publicação então por favor curte, compartilhe…ajude-nos a divulgar este projeto