Exercício físico na terceira idade: pilates melhora autoestima do idoso

0
576

ÍndiceCom o passar dos anos, você vai perdendo massa muscular e óssea, e percebe que não tem mais a mesma flexibilidade e força de anos atrás. A falta de equilíbrio pode causar algumas quedas, e mesmo cuidando da alimentação, a gordura corporal só aumenta. Envelhecer pode não ser fácil mas é um processo natural e totalmente necessário. É quando todo o corpo se modifica para assumir uma nova fase: a terceira idade. É possível fazer com que todas essas transformações apresentem condições favoráveis para se manter a autonomia e a independência e, nesse processo, a prática de exercícios físicos é fundamental.

— Envelhecer não quer dizer que a vida se torna menos saudável. Há pessoas de 60 anos com um condicionamento físico e qualidade de vida melhor do que algumas de 30 anos. O sedentarismo é sem dúvida um poderoso inimigo para quem deseja uma vida saudável — diz o fisioterapeuta Vinicius Zacarias.

Segundo ele o método pilates é uma ótima indicação já que pode ser praticado por pessoas de diferentes idades e condicionamento físico, inclusive pelos idosos. Isso é possível porque é uma técnica individualizada que se desenvolve de acordo com as necessidades de cada aluno.

Woman Practicing PilatesAlívio da dor, maior percepção dos movimentos, fortalecimento muscular, maior equilíbrio, aumento da flexibilidade, alívio do estresse, entre outros, são alguns dos benefícios do pilates para a terceira idade. A grande vantagem está na melhora da autoestima do praticante, uma vez que ele consegue realizar uma série de exercícios físicos que até então não se julgava capaz. O aumento do equilíbrio corporal também é um grande avanço, já que o idoso tem seu equilíbrio comprometido devido à idade.

— Tudo isso sem nenhum risco de lesão corporal, já que pilates é um trabalho aplicado com uma grande margem de segurança e respeitando os limites de cada um — assegura Zacarias.

Além desses benefícios, o pilates auxilia em outro aspecto muito comum entre os idosos, a incontinência urinária. A perda involuntária da urina se deve ao enfraquecimento do músculo do períneo e musculatura do assoalho pélvico. Durante os exercícios, ocorre o enrijecimento do abdômen, do glúteo e períneo, o que com o tempo diminui a incontinência.

— O pilates além de prevenir pode ser uma boa opção de tratamento. Através da respiração exercitamos os músculos abdominais, que juntamente com o assoalho pélvico e a coluna formam o que chamamos de ‘casa de força’. O fortalecimento dessa musculatura pode melhorar o controle sobre o fluxo de urina — explica.

125_ext_arquivoO método pilates é indicado para todas as pessoas que se encontram entre 8 e 80 anos de idade, sejam flexíveis ou rígidas, mas a indicação só pode ser feita após uma avaliação.

— Inicialmente o aluno passa por uma avaliação postural e por uma anamnese, onde serão detectados possíveis desvios posturais, desequilíbrios musculares ou dores relatadas pelo próprio aluno, e a partir daí é que será montado um programa de treinamento específico para este aluno com objetivos pré-determinados — finaliza.

Fonte: Zero Hora