Idosos precisam estar cientes dos perigos de ignorar os sintomas da catarata

0
604

Retardar o tratamento da doença pode aumentar o risco de cegueira permanente e lesões

http://www.jornalpontoinicial.com.br/wp-content/uploads/2012/04/catarata.jpg
A catarata geralmente não causa dor, vermelhidão ou provoca lágrimas. No entanto, alterações de visão podem ser sinais da doença(Foto Divulgação)

Idosos e seus cuidadores precisam estar cientes dos perigos de ignorar os sintomas da catarata, uma das principais causas de deficiência visual que afetará mais da metade de todos os americanos, a partir dos 80 anos. A doença é causada pela opacificação do cristalino. É mais comum entre os idosos, pois a doença geralmente se desenvolve devido ao envelhecimento.

— Muitos idosos com catarata aceitam a perda da visão como uma parte inevitável do processo de envelhecimento, em vez de procurar tratamento médico — observa o oftalmologista Virgílio Centurion.

Segundo o médico, a incapacidade causada pela visão turva, resultado da catarata diagnosticada e não tratada, pode colocar o idoso em risco de perigo físico em decorrência de lesões causadas por quedas ou batidas em objetos invisíveis, bem como danos psicológicos, como depressão e isolamento social. Além disso, as formas mais avançadas de catarata, deixadas sem tratamento, podem ser mais difíceis de serem reparadas.

— Adultos com 65 anos ou mais devem realizar exames oftalmológicos regulares para monitorar o desenvolvimento de catarata, além de outras doenças oculares comuns na terceira idade, a degeneração macular relacionada à idade (DMRI) e o glaucoma. Pessoas com diabetes, história familiar de catarata e aqueles que fumam têm um risco aumentado de desenvolver catarata — diz Centurion.

A catarata geralmente não causa dor, vermelhidão ou provoca lágrimas. No entanto, estas alterações de visão podem ser sinais da doença:

— Visão turva, visão dupla, imagens fantasmas, a sensação de um “filme” sobre os olhos;

— Luzes parecem muito fracas para leitura ou trabalhos que exijam a visão de perto. Há a sensação permanente de estar sendo ofuscado por uma luz forte;

— Alterar prescrições de óculos muitas vezes. A mudança não ajuda a melhorar a qualidade da visão;

— Algumas vezes, o paciente consegue observar a catarata no próprio olho. Ela pode se parecer com uma mancha leitosa ou amarelada na pupila (o centro do olho é normalmente preto);

A catarata é quase sempre tratável por meio de uma cirurgia, que pode ser extremamente necessária até para que o idoso realize atividades diárias mais simples.

Quando completar as tarefas diárias torna-se um desafio para o idoso, a cirurgia de catarata deve ser discutida com um oftalmologista. Idosos que desistem de executar tarefas normais, como ler, fazer exercícios físicos e dirigir o próprio carro devido aos sintomas de catarata devem saber que eles não precisam sofrer em silêncio.

—  A cirurgia de catarata pode ajudar essas pessoas a recuperarem sua visão e sua independência. Idosos devem ser esclarecidos e incentivados a procurar ajuda médica. Receber o tratamento adequado pode melhorar substancialmente a qualidade de vida — finaliza o especialista.

Fonte: Diário Catarinense