Forever Young: comédia musical retrata de forma bem-humorada a terceira idade.

0
265

Com muito bom humor e cancões que marcaram épocas, o musical remete à uma reflexão do problema da exclusão social  do idoso, além de, abordar questões sobre a velhice

De forma bonita, poética e bem-humorada, o musical Forever Young aborda seis grandes atores que representam a si mesmos no futuro, quase centenários. Apesar das dificuldades eles continuam cantando, se divertindo e amando.

Tudo acontece no palco de um teatro, que foi transformado em retiro para artistas, sempre sob a supervisão de uma enfermeira. Quando ela se ausenta, os simpáticos senhores se transformam e revelam suas verdadeiras personalidades através do bom e velho rock’n’roll e mostram que o sonho ainda não acabou e que eles são eternamente jovens.

A comédia musical consegue relatar não apenas o problema da exclusão social na “melhor idade”, mas também aborda questões sobre a velhice com muito humor e músicas que marcaram várias gerações.

Forever Young é uma grande homenagem a todos os artistas que trouxeram tanta magia para as pessoas. E, principalmente, passa a mensagem que ser jovem é algo eterno, que a vida não para, apenas muda-se a frequência das ações.

Os hits são sucessos do rock/pop mundial de diversos anos, passando pelas décadas de 50, 60, 70, 80 até chegar aos anos 90. Músicas que são verdadeiros hinos como “I Love Rock and Roll”, “Smells Like a Teen Spirit”, “I Wil Survive”, “I Got You Babe”, “Roxanne”, “Rehab”, “Satisfaction”, “Sweet Dreams”, “Music”, “San Francisco”, “California Dreamin”, “Let It Be”, “Imagine”, e a emblemática “Forever Young”. Já o repertório nacional conta com canções como “Eu nasci há 10 mil anos atrás” de Raul Seixas, “Do Leme ao Pontal” de Tim Maia e “Valsinha” de Chico Buarque.

Quem assina a direção é Jarbas Homem de Mello, tradução e adaptação de Henrique Benjamin, direção musical de Miguel Briamonte (piano ao vivo) e elenco composto pelos atores Saulo Vasconcelos, Fred Silveira, Paula Capovilla, Naima, Marcos Lanza e Nany People.

Ficha Técnica:

Autor: Erik Gedeon

Direção Geral: Jarbas Homem de Mello

Supervisão Artística/tradução/adaptação: Henrique Benjamin 

Direção Musical e canções adicionais: Miguel Briamonte 

Elenco: Nany People, Renata Ricci, Janaina Bianchi, Will Anderson, Ton Prado, Felipe Catão, Rafael Marão

Piano: Miguel Briamonte  

Pianista Substituto: Rafael Marão

Assistência de Direção: Fernanda Lorenzoni

Supervisão Cenográfica: Luís Rossi

Produtora de Objetos: Rosa Berger  

Figurino: Paulette Pink

Visagismo: Hugo Daniel e Paulette Pink

Preparação corporal: Renata Mello

Designer de Luz: Fran Barros

Designer de Som: Rafael Caetano

Assessoria de Imprensa: Renato Fernandes

Direção de Produção: Henrique Benjamin

Produção executiva: Carlinhos Machado

Assistente de Produção – Caio Gorzoni

Assessoria Contábil: CMS Contabilidade

Operador de Luz: Giuliano Caratori

Operador de Som: Stefano Costa

Camareira: Judite Rosa

Contrarregra: Lucas Andrade

Montagem e Desmontagem: Kaique Andrade dos Santos

Perucas: Francisco Augusto / João Pedro Santana

Realização: Benjamin Produções

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here