Conheça 4 dicas para manter a saúde bucal na terceira idade

0
269

Manter de forma adequada os hábitos de limpeza dos dentes contribui para as pessoas tê-los por toda a sua vida

É de conhecimento geral a importância de manter a saúde bucal e fazer consultas regulares ao dentista durante toda a vida, desde a infância até a terceira idade.

Nesse último caso, ela é ainda mais importante por ser um período da vida que já há mais propensão para outras doenças.

Afinal, até quem cuida diariamente de sua boca e realiza todos os procedimentos indicados pelo profissional, pode apresentar alguns distúrbios específicos, por conta de medicações que utiliza, outros problemas de saúde e, também, o uso de prótese dentária.

Caso haja algum problema em qualquer período da vida, é importante buscar pelo dentista 24h, pois em muitos casos o tempo que demora para ir ao consultório é essencial para que o procedimento seja bem realizado.

Apesar de muitas pessoas acreditarem que a solução dos idosos em relação aos seus dentes são o uso de dentaduras, a verdade é que uma pessoa que mantém, de forma adequada, os hábitos de limpeza dos dentes podem tê-los por toda a sua vida.

Por esse motivo, confira as dicas a seguir para ter uma saúde bucal eficiente, de forma que não venha a te atrapalhar conforme a idade for chegando.

1- Mantenha a higienização oral

Mesmo com a falta de dentes, é essencial que o hábito de higienização da boca seja mantido, pela possibilidade de ficar resíduos de alimentos na gengiva e na língua, que podem acarretar em acúmulo de bactérias e a propensão a doenças bucais.

A ausência dos dentes pode trazer problemas de bem-estar e afetar negativamente a autoestima de qualquer idoso.

Entretanto, quando a higienização não é feita de maneira eficiente, pode afetar outras áreas, como:

  • alteração do paladar;
  • crescimento das bactérias patogênicas (que causam doenças);
  • diminuição da ingestão.

Além disso, mesmo quem faz o uso de dentaduras precisar manter uma rotina de limpeza tanto da boca, quanto da prótese.

Apesar dela tornar mais fácil a vida do idoso, por auxiliar questão de mastigação e também da fala, o seu uso exige cuidados especiais.

Deve ser feito o acompanhamento com o dentista 24h nos casos de uso de próteses dental, independente do tipo.

É aconselhável que se vá ao especialista pelo menos uma vez por ano, sem esquecer das consultas periódicas de uma vez a cada seis meses.

Caso utilize a prótese removível, é importante fazer a sua higienização fora da boca, com sabão neutro ou uma pasta de dente pouco abrasiva, pois o uso dos cremes dentais comuns podem danificar o material da prótese.

Antes de recolocá-la, é essencial fazer uma boa higienização das gengivas, língua e céu da boca.

O ideal é ficar sem a prótese por algumas horas durante o dia, normalmente sugerido durante a noite. Nesse momento, é necessário evitar a qualquer custo que a dentadura seque completamente, sendo recomendado mantê-la em água filtrada em temperatura ambiente.

É indicado perguntar ao seu dentista 24h quais são os produtos recomendados para que seja feita uma limpeza mais profunda na prótese, para servir como complementação da higienização que você já faz diariamente.

Veja também:

Conheça os principais tipos de próteses dentárias provisória

2- Enfermidades preexistentes

Doenças como diabete, cardíacas ou câncer podem afetar diretamente a saúde de sua boca.

Pesquisas sugerem, que pessoas com diabete possuem maiores chances de ter doenças gengivais.

Isso porque os diabéticos, normalmente, são mais vulneráveis em relação às infecções bacterianas.

Além disso, é essencial que se mantenha os níveis de glicose no sangue, como uma maneira também de evitar doenças como a gengivite e a periodontia.

É também importante que o seu dentista 24h esteja ciente da existência da doença, para que ele possa avaliar e fazer os tratamentos da melhor maneira possível.

Medicamentos para diversas doenças também podem influenciar diretamente na saúde da boca.

Por exemplo, muitos idosos reclamam de boca seca. A salivação é essencial para que os dentes mantenham-se limpos e também para que não cause um mau odor.

Dessa maneira, pessoas que utilizam medicamentos tanto de diabete como também diuréticos, podem sentir a boca seca com maior facilidade, sendo necessário atentar-se ao consumo de água para evitar maiores problemas.

3- Atente-se às doenças bucais

Nessa fase da vida, as principais doenças são as cáries e a gengivite.

A cárie é uma doença causada pelas bactérias que vivem na boca, causando a deterioração do dente.

Após os 55 anos, são mais comuns de aparecer no dente ou na raiz, caso ocorra uma recessão da gengiva. 

Por esse motivo, é essencial manter a constante higienização, pelo menos três vezes ao dia, com uso de creme dental com flúor e do fio dental ao menos uma vez no dia.

Além disso, caso existam problemas mais sérios causados por uma cárie, vá diretamente ao dentista 24h procurar por soluções e alternativas.

Outra doença comum na terceira idade é a gengivite. Os seus principais sintomas são: vermelhidão na região, inchaço e sangramentos.

Caso não seja tratada logo no estágio inicial, pode evoluir para a periodontia, um caso mais grave da doença.

A gengivite é uma inflamação na gengiva, que ocorre por conta da placa bacteriana que se forma no dente.

Quando a placa não é removida pela escovação, ela produz toxinas que irritam e atacam a gengiva.

Os danos podem ser revertidos no início da doença, por ainda não ter atingido o osso e o tecido conjuntivo que mantém os dentes no lugar.

Caso não seja tratada da maneira adequada, pode causar danos permanentes no dente, como é o caso da doença periodontal.

A infecção da periodontite não se limita apenas a gengiva, mas também estende-se aos tecidos de suporte do dente.

Apesar de ser uma doença comum, é grave, podendo fazer com que ocorra a perda de dentes.

4- Repare nas lesões na boca

É essencial que qualquer pessoa, inclusive idosos, reparem no aparecimento de lesões e machucados na boca, podendo ser nos lábios, na gengiva, embaixo da língua, na garganta ou na parte interna das bochechas.

O ideal é procurar por inchaços, caroços, manchas ou feridas. Muitas vezes elas podem ter sido causadas por algum acidente ou por aftas, mas caso elas durem mais de três semanas sem cicatrizar, é importante procurar por um dentista 24h para realizar uma avaliação e garantir que não são doenças mais graves, mesmo que elas sejam indolores.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here