Sorriso perfeito: mantenha sua autoestima após os 60

0
902

As pessoas têm se mostrado cada vez mais preocupadas em relação à sua saúde. Desde a infância, novos cuidados são adquiridos para que as crianças cheguem à fase adulta e, principalmente, a terceira idade saudáveis.

Quando falamos sobre saúde bucal, os cuidados são essenciais desde que os primeiros dentes começam a nascer.

Entretanto, essas informações são consideravelmente recentes, implicando na relativização de cuidar da saúde da boca desde a infância.

Sendo assim, isso pode ser percebido na grande população idosa que é edêntula, ou seja, não possui dentes.

Em nossa sociedade isso ainda é visto como algo normal, apesar dos profissionais da área da saúde odontológica já afirmarem que é possível chegar à terceira idade com todos os dentes saudáveis.

Para isso, os cuidados com a higiene bucal devem ser tomados diariamente. Além disso, as visitas periódicas ao consultório odontológico são essenciais, garantindo uma maior prevenção.

Cuidados na terceira idade

Nas últimas décadas, a população de idosos têm crescido no Brasil. Por esse motivo, as áreas da saúde estão precisando se adaptar para alcançar também essas pessoas. Podemos ver isso na crescente contratação de plano de saúde odontológico.

Além disso, os idosos cada vez mais têm se preocupado com o seu bem-estar, principalmente porque chegam à terceira idade ainda ativos profissionalmente, sendo necessário garantir, por questões de inclusão social, um sorriso perfeito.

A melhor maneira para se alcançar esse objetivo é através da saúde bucal. Isso é muito mais do que uma questão estética, principalmente nessa idade, mas sim uma forma de segurança de que o organismo está em pleno funcionamento.

Sendo assim, os cuidados permanecem os mesmos durante toda a vida: realizar consultas regulares no consultório odontológico para que seja possível garantir que a boca está livre de dores, de incômodos e de doenças.

É igualmente essencial que todas as escovações sejam feitas da maneira correta, respeitando as indicações do dentista. Para isso, devem ser feitas pelo menos três escovações em um dia, além de passar o fio dental diariamente. 

A higienização bucal se mostra eficiente ao longo dos anos, mas é notada principalmente naquelas pessoas que não seguiram os conselhos do dentista, ou então, ignoraram esse modo de marketing na odontologia.

Entretanto, alguns especialistas afirmam que é necessário tomar alguns cuidados. Considerando que a mucosa bucal dos idosos é mais sensível, a escovação deve ser feita com uma escova de dentes de cerdas macias, de uma maneira suave.

O uso do fio dental também deve ser feito com cuidado para que não se tenha problemas em relação à gengivas machucadas e possíveis sangramentos.

Além disso, é essencial que o profissional do consultório odontológico ou até mesmo a família do idoso perceba se ele tem todas as funcionalidades motoras para garantir que todo o processo de escovação seja feito da maneira correta.

Doenças comuns na terceira idade 

A principal questão de ter uma boca saudável na terceira idade está ligada a outros problemas de saúde que podem influenciar diretamente nisso.

Como os idosos têm uma maior propensão a ter diabetes, assim como a já ter realizado tratamentos oncológicos, é preciso tomar mais cuidado com a saúde de sua boca.

A grande maioria dos problemas e doenças bucais que os dentistas vêm ao longo da vida são relacionados a uma higiene bucal precária. Nos casos de pacientes idosos, entretanto, isso pode não ser verdade.

Afinal, algumas questões influenciam diretamente na saúde bucal, principalmente quando são anos com os mesmos cuidados.

A alimentação é fundamental para todo o organismo, sendo necessária mantê-la equilibrada e cheia de nutrientes necessários para o bom funcionamento do corpo. Além disso, alguns medicamentos e outras condições médicas podem afetar a saúde da boca.

É o caso, por exemplo, da gengivite que pode ser facilmente notada nos pacientes de terceira idade que possuem diabetes, por ser uma inflamação que ocorre por conta das bactérias em reação à glicose ingerida.

Outras situações podem agravar esse quadro, assim como o da retração gengival, como o tabagismo e o consumo excessivo de bebidas alcoólicas. 

Uma condição muito comum na terceira idade é a xerostomia. Também conhecida como a síndrome da boca seca, ela diminui o fluxo de saliva da boca do indivíduo, fazendo com que ele perca a proteção natural que a salivação fornece. Esse problema pode, ainda, ser acentuado quando associado a outras doenças, como:

  • Problemas cardíacos;
  • Diabetes;
  • Câncer.

Entretanto, graças aos avanços na área de odontologia, é possível encontrar produtos que estimulam a produção salivar, como sialogogos e saliva artificial. 

O importante é ir ao consultório odontológico e certificar-se com o profissional quais são as maneiras mais eficientes de garantir que a sua saúde bucal esteja em dia, assim como ter aumento na autoestima, melhor bem-estar e qualidade de vida satisfatória.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here